Central de Atendimento |  [12] 3322-8253

Desratização: risco ou benefício?

Postado por Valeprag em 16/10/2018

O estabelecimento de um programa de controle de roedores necessariamente implica na utilização de raticidas, produtos químicos tóxicos e que criam uma condição de risco.

Fatores biológicos dos reodores relacionados com os níveis de reprodução, migrações de áreas vizinhas, comportamento da população são preponderantes no estabelecimento de uma frequencia de aplicações.

Os benefícios de um programa de controle de roedores são muitos, desde a preservação da saúde quanto da integridade da propriedade.

Entretanto é normal permanecer a preocupação, afinal, um programa de controle de roedores implica necessariamente na utilização de raticidas, que são produtos químicos tóxicos que, indubitavelmente, criam uma situação de risco.

É neste momento que algumas dúvidas surgem, por isso a preocupação dos profissionais que estão envolvidos com a eliminação das pragas é real e permanente.

Será realmente seguro utilizar raticidas?

As pessoas que frequentam o ambiente correm algum risco se houver a implantação de um programa de controle de roedores?

O que fazer para não correr nenhum risco na adoção de um programa de controle de ratos?

Que produtos devo utilizar para não correr o risco de ter que administrar uma intoxicação?

Quando nos deparamos com esses questionamentos, muitas fezes a nossa tendência é de não fazer absolutamente nada, o que parece ser a saída mais fácil.

Entretanto, não permitir que uma empresa especializada faça o controle sob a alegação de que é perigoso, é uma atitude pouco coerente com a realidade.

Isto porque os problemas gerados por roedores são problemas reais que terão de ser enfrentados mais cedo ou mais tarde.

A melhor maneira de de encarar a necessidade de contratação de um empresa de controle de pragas é conhecer tanto quanto possível a atividade, os riscos, os produtos, os meios de segurança disponíveis, ou seja, investigar a fundo e superar medos e preconceitos, para trazer soluções para os problemas causados por roedores dentro da empresa.

Por isso, o primeiro passo é conhecer os produtos disponíveis no mercado e que poderão ser utilizados para a eliminação de roedores.

Os raticidas

Os primeiros raticidas surgiram no egito e foram extraídos de uma planta, na verdade de uma variedade de cebola.

Este veneno foi utilizado durante muito tempo, até mesmo em tempos modernos.

Acontece que a atuação de eliminação de ratos vem evoluindo e mudando a cada ano.

Depois da segunda guerra mundial vários produtos raticidas foram desenvolvidos, entretanto todos muito perigosos para o homem e animais domésticos.

A cila vermelha (Urginea maritima) era um desses produtos, além do antu, do fósforo, o monofluoracetato de sódio (1080), o fluoracetamina (1081), a estricnina, o sulfato de tálio ou o fosfeto de zinco. A maioria são venenos potentíssimos, letais até mesmo em doses mínimas.

Eram considerados eficientes para os padrões da época, mas estavam longe de serem considerados raticidas ideais, seja porque alguns provocavam algum tipo de resistência, como o Antu, seja porque, como a estricnina, eram seletivos, pois somente algumas espécies de roedores o aceitavam.

A maioria não tinha antídoto, destacando-se o monofluoracetato de sódio, que expunha pessoas e animais a um risco extremamente alto.

Após 1958, o Warfarin surgiu no mercado. A varfarina ou warfarina é um fármaco do grupo dos anticoagulantes, que é usado na prevenção das tromboses e passou a ser usada também em altas doses como veneno para roedores.

Atualmente trabalhamos com o Brodifacoum ou com a Coumatetralyl que são fármacos anticoagulantes, que funcionam como antagonista da vitamina K e que age no organismo do roedor durante alguns dias, levando a óbito.

Assim, caso haja ingestão acidental, há possibilidade de resgate seja da pessoa, seja de algum animal doméstico, pois o antídoto é aplicação de vitamina K1 injetável.

Por esse motivo, o tratamento químico contra roedores é muito seguro, pois a tecnologia química permite que utilizemos produtos que se preocupam com a segurança nos serviços de controle de roedores.

Saiba mais sobre espécies de roedores e técnicas de controle de roedores.

Espécies de roedores e técnicas de controle de roedores.

Por isso, conheça outras publicações e os serviços da VALEPRAG.

Confira também nossos serviços de dedetização de baratas, desratização, descupinização e dedetização de escorpiões.

Atuamos em todo o Vale do Paraíba, mas especialmente em São José dos Campos, Jacareí, Caçapava e Taubaté. Ligue e confira nossos serviços.

Ademais, inúmeras doenças são causadas pelos roedores. Por isso é importante proteger-se dos efeitos nocivos causados pelos ratos.

Ligue para a VALEPRAG e converse com nossos técnicos sobre a dedetização de ratos. Confira nossos preços e serviços. (12) 3322-8253.

Compartilhe:

Gostaria de mais informações sobre controle de pragas, desentupimento ou limpeza de reservatórios de água ?

Nossa equipe esta pronta para atendê-lo




Ex: (12)9999-9999

whatsapp